domingo, 18 de março de 2012

DESCIDA SOMBRIA



Traian a tocou então, envolvendo a mão com seus longos dedos e arrastando-a lenta e inexoravelmente para ele. O coração do Joie pulou um batimento e depois começou a palpitar.   Se era de medo ou de excitação, ela não sabia. Só sabia que sua boca estava seca e seu interior tomado de considerável alarme. Os olhos dele se tornaram escuros, concentrados completamente nela, cegos a todo o resto. A qualquer outro. Aconchegou-a ao seu grande corpo.
Joie sentiu cada músculo, forte e definido, arrepiado de poder. Deveria estar cheirando a suor e sangue, mas sua essência era masculina, limpa e incitante, sexy. O mundo parecia ter desaparecido. O perigo já não importava. Seus braços deslizaram em volta dela, mantendo-a tão perto que seu coração pulsava com o mesmo ritmo que o dele. Ela colocou a mão sobre seu peito e sentiu coração pulsando com força contra sua palma. Levantou o olhar para ele e ficou instantaneamente perdida na ardente intensidade do que viu.
Havia uma tormenta de emoções entre eles, algo selvagem, como um vendaval bramando sobre a superfície. Hipnotizada, ela só podia fitá-lo. As pontas de seus dedos tocaram o cabelo de sua nuca, enviando fogo através de sua corrente sanguínea. Onde ele havia sido impessoal e brusco com Jubal, foi gentil, inclusive atento quando se aproximava mais de Joie. Inclinou a cabeça para a dela.
Gabrielle soltou um pequeno grito de protesto, avançando para eles com toda a intenção de detê-lo. Traian levantou a cabeça, seus olhos reluziram com uma estranha e feroz chama vermelha, paralisando-a no lugar.
 Seus braços de enroscaram ao redor de Joie, possessivamente até que ela quase desapareceu, completamente fundida em seu abraço. Havia algo de muito protetor, inclusive de predador em sua postura.
Seus lábios roçaram a pele de Joie. Ela sentiu. Como toque das asas de uma mariposa, nada mais e esse leve toque provocava um calor que se propagava por todo seu corpo. Ele beijou seus olhos até que os fechou. As sensações se intensificaram. Ele sussurrou em sua mente, uma íntima e suave letanía de palavras de um idioma antigo. Sua voz a envolvia em veludo, num feitiço erótico de encantamento, que ela gostosamente abraçava.

Um comentário:

  1. Oii, primeira visitinha por aqui o/
    Adorei muito o seu blog! Muito fofo...
    Estarei comentando seus post!
    E aguardando mais post lindos como este.
    Seguindo, me segue também!
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir